• Aghata Valentim

Pare de falar mal da rotina

Ser rotineiro é entendido por vezes como algo de pouco criativo, de reprodução e pouca produção. Mas a nossa tranquilidade passa muito por um conhecimento prévio, ainda que pouco profundo, das tarefas que temos para realizar. Ter rotinas não é pecado. Possivelmente são inevitáveis, do ponto de vista de obedecer às regras dos sistemas onde funcionamos. Mas tal não implica também necessariamente a ausência completa da criação no ato do fazer. Rotinas todos temos, tenhamos ou não consciência delas.

Ter uma rotina diária, no entanto, é a melhor maneira de manter-se em dia com tudo. O cumprimento rigoroso de sua rotina transforma suas tarefas em hábitos.

A parte mais difícil é criar uma rotina que você consiga acompanhar todos os dias. Comece devagar e vá fazendo os ajustes necessários com o tempo.

Vou tentar te ajudar:

1 . Relacione todos os afazeres do dia

Escreva tudo o que você pretende fazer. Anote, ao lado, o tempo gasto com cada atividade. Ao fim, você terá a relação das suas tarefas diárias. Faça isso para os demais dias da semana.

2. Reduza as atividades indesejadas

Decida quais das suas atividades diárias você gostaria de dedicar menos tempo. Assim, você ajusta seus horários para criar uma nova rotina, em vez de tentar criar um novo planejamento. Talvez seja necessário riscar algumas atividades.

3. Identifique suas atividades mais produtivas

Conte quanto tempo você ganhou com as atividades que foram eliminadas no passo anterior. Adicione as tarefas que você poderia executar neste tempo extra como estudar, faxinar, trabalhar, etc.

4. Organize tudo

Após isso, crie uma rotina que você consiga seguir. Reorganize suas atividades sem alterar o seu tempo. Se você passa 20 minutos no banho, amanhã será a mesma coisa.

Regra para adicionar nova atividade: reserve 20 minutos a mais que o previsto.

5. Reserve tempo para dormir

Nós, adultos, precisamos de 7 a 8 horas de sono. Crianças e adolescentes, 9 ou mais. Defina horário para dormir e acordar. Isso é extremamente importante.

6. Tire um tempo para não fazer nada

Não pense que conseguirá ser produtivo durante o dia inteiro. Se algo errado acontecer, você terá problemas nas demais tarefas. Além disso, você ficará sobrecarregado. Programe intervalos de 30 a 60 minutos e vários períodos de descanso de 5 a 15 minutos.

7. Faça o teste drive

Siga seu plano à risca, anotando qualquer alteração e as razões da não conclusão de alguma eventual tarefa.

8. Mudar é preciso

No fim do dia do test drive, examine sua agenda. Se há estimativas irrealistas, reserve mais tempo ou corte o que for menos importante. Se você concluiu algo com antecedência, libere este tempo na sua programação. Por fim, altere as ordens dos afazeres de acordo com sua melhor conveniência. Deixe tudo ao seu agrado.

9. Loop

Repita o passo anterior sempre que achar necessário. Se surgir algum problema, não desista.

Dicas Copie ou imprima sua rotina diária, e desenhe uma caixa de verificação ao lado de cada atividade. Todos os dias, marque tudo que conseguiu fazer, para não se esquecer de nada; Você pode precisar de uma rotina para cada dia da semana, caso tenha tarefas ou aulas variáveis;

#mudançadepensamento #mudançadevida

1 visualização

CONTATO

REDES SOCIAIS

  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2018 - 2020 por Sua Psicóloga Online